Aconteceu!

PREFEITO DAVID ALMEIDA DESTACA RECORDE DE PÚBLICO NO ENCERRAMENTO DA PRIMEIRA FASE DO FESTIVAL FOLCLÓRICO DO AMAZONAS

Foto: Dhyeizo Lemos / Semcom

O prefeito de Manaus, David Almeida, acompanhou, na noite desta quinta-feira, 23/6, o encerramento da primeira fase do 64º Festival Folclórico do Amazonas, no Centro Cultural Povos da Amazônia (CCPA), localizado no Distrito Industrial, zona Sul. O evento registrou o recorde de público, com quase 100 mil pessoas prestigiando as apresentações de mais de 70 grupos folclóricos durante os primeiros 12 dias.

Para o gestor municipal, a realização do festival é gratificante devido às suas ligações com o evento, além de ser um resgate cultural para a cidade.

“Eu vinha para cá a pé do Morro (da Liberdade) para assistir as danças. Estamos resgatando o festival para o seu palco original, que é a bola da Suframa. Antes, tudo acontecia em cima de um tablado de madeira. Agora, acontece nessa arena e estamos fomentando essa cultura popular. Estou muito feliz, porque vivenciei esse festival a minha vida toda. Sou de uma comunidade que pulsa cultura. A Prefeitura de Manaus, juntamente com o governo do Amazonas, montou uma estrutura que só reforça o tamanho dessa festa. Queremos, a cada ano, melhorar as condições para, cada vez mais, atrair o público para esse espetáculo”, enfatizou Almeida.

Essa foi a primeira edição do festival que contou com a presença do público na atual gestão municipal. No ano passado, as apresentações aconteceram na Arena Amadeu Teixeira, zona Centro-Oeste, e foi transmitida pelas redes sociais da Prefeitura de Manaus.

De acordo com o prefeito, essa volta às origens do festival é marcante para os brincantes e ajuda a fomentar a economia do município.

“O festival é uma oportunidade para vários empreendedores que vivem da cultura. Eles passam o ano todo se preparando. São verdadeiros guerreiros que fazem da cultura um sacerdócio. A prefeitura, neste ano, atendeu a todos os pedidos dos grupos e estou muito alegre com o que estou vendo. Quero sempre melhorar o apoio aos grupos folclóricos da nossa cidade”, ressaltou o prefeito.

Promovido pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), o Festival Folclórico do Amazonas apresentou a disputa dos grupos da categoria Bronze e Prata que contam com quadrilhas, cirandas, danças tradicionais, nordestinas, internacionais, cacetinho, tribos, entre outros de diferentes bairros de Manaus. Os grupos foram contemplados por meio do edital nº 002/2022, da Manauscult.

Encerrando o festival, apresentaram-se nesta quinta-feira as tradicionais quadrilhas Meu Reino na Roça, Império na Folia, Junina Gaviões na Roça, e as quadrilhas Amor de São João, Os Afobados na Roça e Flor de Liz.

Para o diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, a presença recorde de público confirma a aprovação do retorno do festival ao “tabladão da Suframa”, conhecido tradicionalmente como palco sagrado do folclore, e que é fruto do trabalho de resgate cultural e histórico que vem sendo realizado desde 2021.

“Vimos aqui, nestas 12 noites de festival, a paixão que move aqueles que se apresentam, representando sua comunidade e contando nossa história por meio das músicas, encenações, figurinos e danças. O público recorde nesta edição representa a aprovação do nosso trabalho e dos ajustes feitos nesta edição, como: aumento de 20% no valor do fomento e retorno para o tabladão da Suframa. E claro, tudo isso só foi possível por conta da parceria com os grupos folclóricos”, avaliou Alonso.

Diversidade

Prestigiando pela segunda vez o festival, a empreendedora Clara Silvério, 41, voltou ao evento por conta da organização e diversidade nas apresentações das danças.

“Vim aqui na semana passada, gostei bastante da organização e do policiamento do festival, a prefeitura está de parabéns, é muito bom ver a nossa cultura sendo valorizada, famílias vindo prestigiar o evento, está aprovado”, comentou.

Uma das danças a se apresentar no último dia do festival, a quadrilha tradicional “Meu Reino da Roça”, levou para a arena o tema “Princesa Isabel: Amor, Liberdade e Exílio”

“A nossa quadrilha é do conjunto Viver Melhor, hoje estamos com mais de 50 brincantes, apresentamos uma dança onde a Princesa Isabel é o destaque, falamos da chegada dos escravos no Brasil, da vontade da Princesa Isabel e seus aliados para libertar os escravos, além da abolição”, explicou a coordenadora do grupo Michele Barga.

Além das danças, o 64º Festival Folclórico do Amazonas contou, durante todos os dias do evento, com espaço kids, uma feira de artesanato gerenciada pela Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e uma feira gastronômica comandada pelo Fundo de Promoção Social (FPS) do governo do Amazonas e pelo Fundo Manaus Solidária. No cardápio, além das comidas típicas, pratos gourmet e internacionais, foram comercializados com preços variando entre R$ 5 e R$ 35.

A apuração da nota dos jurados deverá acontecer no sábado, 1º/7, no auditório do Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas, localizado no bairro de Petrópolis, zona Sul, quando os vencedores serão conhecidos.

Nenhum comentário