Aconteceu!

CEARENSE MENINA BENIGNA SERÁ BEATIFICADA NESTA SEGUNDA; SAIBA QUEM É A MÁRTIR

 

(crédito: Vaticano/ reprodução)

Nesta segunda-feira (24/10), a menina Benigna Cardoso da Silva será beatificada pela Igreja Católica. Na cerimônia, que ocorre no Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcanti, no Crato, no Ceará, são esperadas cerca de 60 mil pessoas.

Conhecida como Menina Benigna, a cearense, morta em 1941, se tornará a primeira mártir do estado a ser reconhecida pelo Vaticano. A beatificação de Benigna foi autorizada pelo Papa Francisco em 2019.

Benigna se tornou símbolo de resistência após ter sofrido uma tentativa de estupro quando tinha apenas 13 anos. Ao resistir ao ataque, ela acabou sendo morta brutalmente com golpes de facão em Santana do Cariri, a 523 km de Fortaleza, em 24 de outubro de 1941.

A cearense ficou órfã de pai e mãe ainda criança e foi criada pelos irmãos. De acordo com Danilo Sobreira, coordenador de Pastoral da Paróquia Senhora Sant'Ana de Santana do Cariri, cidade natal da mártir, Benigna era vista como santa ainda quando criança pela sua devoção a Deus e pureza. Segundo o relato, ela começou a ser assediada aos 12 anos por um jovem chamado Raimundo Raul Alves Ribeiro, mas ela sempre negou as investidas.

"Após várias tentativas de aproximação, ele armou uma emboscada por volta das 16h de 24 de outubro de 1941 após chegar da escola e quando ia buscar água próxima de casa: ele a abordou sexualmente. Ela rejeitou por ver no ato uma ofensa a Deus e, em consequência, ele a golpeou várias vezes com facão, tirando a sua vida. Desde então, ela é invocada como mártir, heroína da castidade, mártir da pureza", conta em relato ao Vaticano.

Na região do Cariri, será inaugurado em 2023 o Complexo de Benigna, que ficará próximo à capelinha do martírio. O local terá uma estátua de Benigna de mais de 20 metros.

O que é a beatificação

A beatificação é um processo feito pela Igreja Católica que autoriza que a pessoa tenha sua imagem venerada. Isso pode ser feito por meio de um milagre reconhecido ou o martírio, que é um sacrifício em nome de Deus, por isso ela se torna um mártir.  O processo é diferente da canonização, que é quando a beata vira Santa. Para isso, são necessários a comprovação de pelo menos dois milagres. Atualmente, o Brasil tem pelo menos 37 santos e 54 beatos reconhecidos pelo Vaticano. 

O processo de beatificação de Benigna teve início em 2011, com o pedido feito pela Diocese do Crato. Em 2013 foi formada uma comissão para analisar os relatos de pessoas que viveram com ela e possíveis milagres realizados pela menina. Em 2019, o Vaticano reconheceu seu martírio.

A cerimônia

A beatificação será conduzida pelo representante do Papa no Brasil, cardeal brasileiro Leonardo Steiner, arcebispo de Manaus. A cerimônia terá início às 17h e será transmitida pelas redes sociais da Diocese de Crato. 





Correio Braziliense*

Nenhum comentário