Aconteceu!

JUSTIÇA PERMITE MÉTODO INÉDITO PARA EXECUÇÃO DE CONDENADO NO CORREDOR DA MORTE


Mundo – A inalação de nitrogênio mata por hipóxia, porque retira oxigênio do corpo, e será utilizado no corredor da morte. É um método que nunca foi usado em Alabama, nos Estados Unidos. Entretanto, Alan Eugene Miller, condenado ao corredor da morte por ter em seu currículo três assassinatos desumanos que aconteceram em 1999, passará por essa experiência inédita no estado americano.

Durante decisão judicial desta segunda-feira (28), a justiça determinou que Eugene só pode ser executado por hipóxia de nitrogênio. A ação se dá depois de 18 tentativas de execução letal não darem certo, por funcionários não conseguirem acertar a veia e o criminoso se contorcer de dor. Miller chegou a processar autoridades estaduais em agosto de 2022, argumentando que a injeção letal em 22 de setembro era inconstitucional porque ele havia optado por morrer por hipóxia de nitrogênio.

Na época, a defesa alegou que o assassino passou por uma experiência de “angústia mental e física” com a injeção letal defeituosa.

O novo método ainda possui sequer um protocolo definido para execução.

O procedimento consistira em Eugene usar uma máscara de gás e inalaria nitrogênio puro. Consequentemente, o oxigênio na corrente sanguínea é reduzido até um nível fatal.



*PORTAL TUCUMà

Nenhum comentário