Aconteceu!

MORRE A COMPOSITORA RITA DE CÁSSIA, AUTORA DE 'MEU VAQUEIRO, MEU PEÃO' E 'SAGA DE UM VAQUEIRO'

Foto: Reprodução

A compositora e cantora cearense Rita de Cássia, conhecida por ser autora de clássicos do forró eletrônico como "Meu Vaqueiro, Meu Peão" e "Saga de Um Vaqueiro", morreu na noite desta terça-feira (3), em Fortaleza. Ela é natural de Alto Santo, no Vale do Jaguaribe. 

Rita estava internada em uma Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) de um hospital privado. A artista lutava contra o diagnóstico de fibrose pulmonar.

A doença é caracterizada quando o pulmão do indivíduo fica com cicatrizes no tecido ou passa a ser mais endurecido. A enfermidade reduz a capacidade de expansão do órgão no processo de respiração.

O velório e o enterro da cantora irão acontecer em Alto Santo, em horário a ser divulgado.

O governador Elmano de Freitas lamentou a morte da compositora, a quem descreveu como uma das maiores referências do forró. "Que Deus conforte o coração dos familiares, amigos e fãs por todo o país", disse.

Em recentes postagens no Instagram, a compositora apareceu com voz ofegante em rápidas mensagens de vídeo em comemoração ao Natal e ao ano novo. 

Rita de Cássia ficou conhecida nacionalmente pelas letras impulsionadas nas vozes de vocalistas da banda Mastruz com Leite

HITS CONSAGRADOS

Na década de 1990, Rita de Cássia firmou forte parceria com Emanuel Gurgel — empresário dono das bandas Mastruz com Leite e Cavalo de Pau.

Nome icônico da música, a cearense é ainda dona de hits como "Barreiras", "Onde Canta o Sabiá", 

O repertório de Rita de Cássia ficou marcado por aliar a vida dos vaqueiros com romances e as vaquejadas. A canção "Saga de Um Vaqueiro", música que alcança cerca de nove minutos de narrativa, é um dos retratos vivos do interior escrito em estrofes pela cearense. 

Rita de Cássia morava em um apartamento em Fortaleza com os filhos. Na música, a forrozeira atuava em carreira solo e conta com gerenciamento de agenda de uma produtora sediada no Rio Grande do Norte. 

LUTO NO FORRÓ

Diversos artistas lamentaram a morte de Rita. Em comunicado nas redes sociais, a banda Noda de Caju ressaltou que a compositora foi 'única'. "Sua extensa obra será lembrada para sempre e ela estará eternamente nos nossos corações", diz.

O cantor Xand Avião compartilhou um vídeo em que canta 'Pedaço de Solidão', canção de Rita, ao lado da compositora. "Você será eterna em nossos corações", escreveu. 

A forrozeira Mari Fernandez, que também é natural de Alto Santo, lamentou a perda da conterrânea. "Você foi exemplo como ser humano, ajudando tantos compositores e foi inspiração também com suas letras linas, minha conterrânea", disse. 

Publicação nos stories do Instagram
Legenda: Mari Fernandez lamenta morte de Rita da compositora Rita de Cássia
Foto: Reprodução

A cantora Taty Girl também homenageou a amiga Rita de Cássia. "Não consigo acreditar #ForroDeLuto Descanse, minha poeta", escreveu a forrozeira. 

"Descanse em paz, jamais será esquecida!", escreveu o cantor Wesley Safadão.

Publicação nos stories
Legenda: Wesley Safadão lamenta morte de compositora Rita de Cássia
Foto: Reprodução/Instagram

Bráulio Bessa, escritor e poeta, exaltou Rita como a maior compositora de forró de todos os tempos. "Rita, minha amiga e conterrânea, colega de sala de minha mãe aqui em Alto Santo. Que tristeza, meus amigos", disse em seu perfil no Twitter.

O cantor e compositor Batista Lima disse que a história da 'poetisa' jamais será esquecida. "Senhor, receba esta amiga que cantou e nos presenteou com lindas canções de amor", disse em publicação no Instagram.

Gil Mendes, ex-integrante das bandas Forró Real e Garota Safada e cantora solo, fez um texto emocionado em tributo à Rita. "Você vai sempre ser nossa poetisa e no nosso forró uma grande força, um grande nome e uma grande voz", escreveu. 

O forrozeiro Tarcisio do Acordeon lamentou a perda e disse que o nome de Rita de Cássia será eternizado pelas suas obras e pelo seu talento. 


*Diário do Nordeste

Nenhum comentário