Aconteceu!

NA ESTREIA DO TIME PRINCIPAL E DE VÍTOR PEREIRA, FLAMENGO GOLEIA A PORTUGUESA-RJ NO MARACANÃ

 

Pedro e Gabigol marcaram gols na vitória do Flamengo sobre a Portuguesa (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Na estreia do time principal em 2023, o Flamengo retribuiu o carinho dos mais de 51 mil torcedores que foram ao Maracanã, neste domingo ensolarado no Rio de Janeiro, e venceu a Portuguesa por 4 a 1. Além da estreia de Vítor Pereira e a reestreia de Gerson, a Nação ainda assistiu os primeiros gols de Gabigol e Pedro com as camisas 10 e 9, respectivamente. Fabrício Bruno e Thiago Maia fecharam o placar, enquanto o atacante Edson Cárius descontou para a Lusa, no primeiro tempo.

Na estreia do time principal em 2023, o Flamengo retribuiu o carinho dos mais de 51 mil torcedores que foram ao Maracanã, neste domingo ensolarado no Rio de Janeiro, e venceu a Portuguesa por 4 a 1. Além da estreia de Vítor Pereira e a reestreia de Gerson, a Nação ainda assistiu os primeiros gols de Gabigol e Pedro com as camisas 10 e 9, respectivamente. Fabrício Bruno e Thiago Maia fecharam o placar, enquanto o atacante Edson Cárius descontou para a Lusa, no primeiro tempo.

A partida contra a Portuguesa marcou a estreia de Vítor Pereira no comando do Flamengo. Ao colocar em campo o que tinha de melhor, o treinador português já fez algumas indicações do que pensa para o time na temporada. Por exemplo, Gerson - outra atração da ao reestrear - foi escolhido para formar a dupla com Thiago Maia no lugar de João Gomes, vendido ao Wolverhampton (ING). No lado direito, Varela foi o substituto de Rodinei, outro titular que deixou o clube para a temporada.

No mais, com a base mantida, o Flamengo não teve problemas para impor seu estilo de jogo e dominar por completo a Portuguesa. Com volume, o primeiro gol de 2023 era questão de tempo.

ENTRA ANO, SAI ANO, E TEM GOL DELES!

O início do time de Vítor Pereira foi com maior presença pelo lado direito, mas foi na primeira ida de Ayrton Lucas à linha de fundo que saiu o gol. Ao receber de Arrascaeta, o lateral cruzou na medida para Pedro. Livre e de peito, o novo camisa 9 do Flamengo abriu o placar no Maracanã logo aos 12.

Com 60% de posse de bola no primeiro tempo, o time seguiu com o jogo sob controle. A Portuguesa, por sua vez, não conseguia sequer se aproximar da área de Santos. Mesmo atuando em baixa intensidade, o Flamengo foi melhor e ampliou com Gabigol. Ao receber de Pedro, o novo camisa 10 ajeitou a bola e finalizou forte, no canto esquerdo de João Lopes: 2 a 0 aos 41 minutos.

CARIUS NÃO PERDOA FALHA DE AYRTON LUCAS

Neste contexto, a Lusa só conseguiria descontar antes do intervalo em falha do Flamengo. E foi o que aconteceu aos 43. Em chutão despretensioso, Ayrton Lucas recuou mal, de cabeça, para Santos. O atacante Edson Carius aproveitou o vacilo e tocou na saída do goleiro para diminuir: 2 a 1.

PEDRO SERVE E FABRÍCIO BRUNO TRANQUILIZA!

Não foram precisos muitos minutos no segundo tempo para o Flamengo encaminhar, outra vez, a vitória. Aos seis, Pedro recebeu na área, fez grande jogada individual e cruzou para Fabrício Bruno. Livre na segunda trave, o zagueiro teve toda tranquilidade para empurrar a bola para a rede: 3 a 1!

CONTROLE, RODAGEM E VITÓRIA GARANTIDA!

A intensidade da partida, que já não era alta, caiu ainda mais após o terceiro gol do Flamengo. A Portuguesa não mostrou capacidade de reação e, com David Luiz, Gerson e companhia livres para trocarem passes, o time de Vítor Pereira só administrou a vantagem. Após a pausa para hidratação, o técnico começou a mexer. Marinho, Matheuzinho e Everton Cebolinha foram os primeiros a entrar. Os chilenos Vidal e Pulgar vieram logo depois.

Apesar das mudanças de Felipe Surian, na Lusa, o cenário seguiu o mesmo. Aos 41 minutos, Thiago Maia selou a vitória, finalizando com força após ótima jogada entre Gabigol e Matheuzinho, que foi à linha de fundo e cruzou para trás, buscando o camisa 8.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 4X1 PORTUGUESA

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data e hora: 15 de janeiro, às 18h

Árbitro: Alex Gomes Stefano

Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Gustavo Mota Correia

Renda/Público: R$ 1.660.773,00 / 49.964 pagantes / 51.994 presentes

Gols: Pedro (1-0, 12/1ºT'), Gabigol (2-0, 41'/1ºT), Edson Carius (2-1, 43'/1ºT), Fabrício Bruno (3-1, 6'/2ºT) e Thiago Maia (4-1, 41'/2ºT)

Cartão amarelo: Não houve.

Cartão vermelho: Não houve.

FLAMENGO (Técnico: Vítor Pereira)

Santos; Varela (Matheuzinho, 22'/2ºT), Fabrício Bruno, David Luiz e Ayrton Lucas; Thiago Maia, Gerson (Erick Pulgar, 28'/2ºT), Everton Ribeiro (Marinho, 22'/2ºT) e Arrascaeta (Everton Cebolinha, 22'/2ºT); Gabigol e Pedro (Vidal, 28'/2ºT).

PORTUGUESA (Técnico: Felipe Surian)

João Lopes; Watson, Gerson, Fredson e Yuri; Charles, João Paulo (Roney, 36'/2ºT), Vinicius Kiss (Fernandes, Intervalo) e Anderson Rosa (Lucas Santos, 19'/2ºT); Jean Carlos (Cafu, 19'/2ºT) e Edson Carius (Gilmar, 25'/2ºT)

Lance!

Nenhum comentário