últimas

5ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA DO AMAZONAS TEM INÍCIO EM MANAUS

Foto:Jimmy Christian

Com o tema “Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas”, teve início nesta quinta-feira (22/08), a 5ª Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa do Amazonas. O encontro segue até esta sexta-feira (23/08), no Parque Municipal do Idoso, localizado na zona centro-sul de Manaus com debates sobre projetos voltados para a terceira idade, em segmentos como segurança pública, educação, saúde, esporte e lazer.

A abertura da conferência contou com a participação do Governo do Amazonas , através da Sejusc, e do Conselho Estadual do Idoso (CEI-AM), que também organiza o evento. O encontro é proposto pelo Conselho Nacional do Idoso (CNI). Em 2020, deve acontecer a conferência nacional, com a participação de delegados escolhidos no evento desta semana em Manaus.

Para a presidente do CEI/AM, Kennya Mota, é importante a discussão de políticas públicas que atendam as especificidades do povo amazonense. “A nossa expectativa chega a 72 anos, o que não fica muito atrás da média nacional. Nós temos estilos de vida, alimentação, que favorecem a nossa longevidade, além dos instrumentos do poder público, como o Parque do Idoso, os Centros de Convivência, a Funati, que permitem esse convívio tão importante”, sintetiza.

Presente na mesa de abertura do encontro, a titular da Sejusc, Caroline Braz, citou medidas do Governo do Amazonas para o bem estar da pessoa idosa nos setores psicossociais, esportivos e culturais. “Eu sempre tenho um prazer imenso de estar em eventos como esse, porque a energia dos idosos é muito boa e a participação é sempre fantástica. Desde que assumimos a Sejusc, pensamos em maneiras de melhorar a política do idoso. Temos a dura e linda missão de trabalhar as políticas públicas para os grupos vulneráveis”, sintetizou a secretária.

A conferência deve reunir aproximadamente 200 pessoas – a maioria delas da terceira idade. Aos 70 anos, Maria Oneide Feitosa Ribeiro aproveita o encontro para integrar os grupos dos quais participa, em Iranduba e na zona norte de Manaus. “Participamos para uma conferência dessas para que possamos também orientar os idosos a estar alertas. Queremos avançar nas políticas públicas para melhorar nossa qualidade de vida”, resumiu.

O evento segue nesta sexta-feira (23), a partir das 7h30. Veja a programação para o segundo e último dia de conferência:

23/08

7h30 – Credenciamento/lanche
8h10 – Mesa redonda – Direitos Fundamentais na Construção/Efetivação das Políticas Públicas. Palestrantes: titular da Sejusc, Caroline Braz, e Doutora Simone Eneida Baçal de Oliveira (doutora em Serviço Social pela PUC/SP, Mestra pela UFPB, Docente na UFAM, lotada no Departamento de Serviço Socia).
9h10 – Debate
9h25 – Dinâmica (‘Movimente-se), com o educador físico/gerontólogo Raimundo Araújo
9h30 – Mesa Redonda – “Educação – assegurando direitos e emancipação humana”, com o doutor Euler Ribeiro (Reitor da Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade); e Jéssica Marinho Martins Sakuta (Mestra em Serviço Social e Sustentabilidade na Amazônia pela PPGSS-UFAM, Assistente Social da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino, colaboradora e integrante da Rede de Atenção ao Idoso).
10h10 – Debate
10h25 – Mesa Redonda: “Enfrentamento da Violação dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa”, com representantes da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE) e Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), e o Major Guilherme Sette (oficial da Polícia Militar do Amazonas e idealizador de projetos e ações voltados à Pessoa Idosa, na Segurança Pública, Major Guilherme Sette).
11h25 – Debate
12h – Intervalo para almoço
14h – Painel: “Os Conselhos de Direitos – seu Papel na efetivação do controle social na geração e implementação das Políticas Públicas”, com a assistente social, mestra em gerontologia e presidente do CEI/AM, Kennya Mota Brito.
14h30 – Debate
14h45 – Oficinas
16h – Plenária
17h – Escola de Delegados
18h – Encerramento

Nenhum comentário