Aconteceu!

BANDIDOS FURTAM CABOS QUE SERIAM USADOS EM USINA DE OXIGÊNIO NO ACRE


No total, foram furtados 60 metros de fios. Nenhum paciente foi prejudicado, já que gerador ainda não estava ligado e será usado para casos de falta de energia no Instituto de Traumatologia do Acre (Into-AC), que fica em Rio Branco.

Bandidos furtaram os fios que seriam usados para fazer a ligação da usina de oxigênio a um gerador de energia do Instituto de Traumatologia do Acre (Into-AC), o maior hospital de campanha do estado, que fica na capital acreana, Rio Branco.

A ação ocorreu na madrugada deste sábado (20). No total, foram furtados 60 metros de fios. Nenhum paciente foi prejudicado, já que o gerador ainda não estava em uso, pois ia ser instalado neste sábado (20).
A ocorrência foi registrada pela gerente geral em exercício do Into-AC, Lorena Seguel, na Delegacia de Flagrantes de Rio Branco (Defla).

Ao G1, o diretor do Into, Osvaldo Leal, explicou que o furto dos fios não comprometeu a distribuição de oxigênio para os pacientes.

“Os fios furtados iriam ser usados para a instalação de um terceiro gerador que vai ficar exclusivo para a usina de oxigênio. Os cabos já foram comprados e o gerador foi instalado na manha deste sábado [20], Já foram feitos testes e está tudo funcionando normalmente e nada aconteceu com os nossos pacientes, mas a gente lamenta esse tipo de ação.”

O delegado que investiga o caso, Alexnaldo Batista, disse que assim que a polícia tomou conhecimento do ocorrido já iniciou uma investigação.

“Fomos comunicados com detalhes que durante a noite foi feita uma vistoria no local e a fiação estava no local, ou seja, isso nos leva à conclusão de que o furto ocorreu na madrugada deste sábado. Imediatamente já mandamos fazer o exame pericial, o levantamento no local, então, a Polícia Civil já tomou todas as providências no sentido dar encaminhamento desse caso, que é de extrema relevância, já que poderia colocar a vida de várias pessoas em risco”, afirmou.

O delegado falou ainda da preocupação deste tipo de crime, já que o Acre passa por uma situação complicada em relação à quantidade de pessoas internadas com Covid-19.

“Foram, ao todo, 60 metros de cabos de alta tensão. Esse fio ia fazer a ligação da usina de oxigênio ao gerador de energia. Se estivesse funcionando, se precisasse do gerador, com certeza seria causado um prejuízo imensurável, tendo em vista que poderia colocar a vida das pessoas em risco”, complementou.

Imagens mostram salas de UTI do Into-AC lotadas em Rio BrancoImagens mostram salas de UTI do Into-AC lotadas em Rio Branco

O Acre vive o pior momento da pandemia com leitos de hospitais lotados, pessoas morrendo à espera de uma vaga nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), altas nos números de contaminados pela Covid-19 e, mais recente, teve que transferir pacientes para o Amazonas para tentar desafogar o sistema de saúde em colapso.

Imagens exibidas, com exclusividade, no Jornal do Acre 1ª Edição deste sábado (20), mostram as salas de UTI do Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), o maior hospital de campanha do estado, lotadas. São imagens impressionantes que revelam o cenário triste da luta pela vida.

Além da lotação, os profissionais de saúde estão com sobrecarga de trabalho tentando salvar vidas e pessoas lutando contra o vírus.

Na sexta-feira (19), o último boletim da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) trouxe mais 12 mortes pela Covid-19 e 644 novos casos de infecção pelo coronavírus. Esse é o maior número de casos em apenas 24 horas desde o inicio da pandemia.

O número de infectados saltou de 64.234 para 64.878 nas últimas 24 horas e o de mortes chegou a 1.168 em todo o estado. Com a Saúde do Acre em colapso, o governo está transferindo pacientes para Cruzeiro do Sul.

Diante do colapso, o Acre transferiu três pacientes para a UTI do Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz, em Manaus (AM). A transferência foi feita em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Inicialmente, cinco pacientes seriam transferidos, mas um deles desestabilizou ainda no Into-AC e o outro paciente a família desistiu no último momento e não autorizou a transferência.

Na manhã deste sábado, a recepção do Into-AC estava lotada de pessoas em busca de atendimento ou de informações de parentes que estão internados.

Leitos de UTI do Into-AC estão lotados com aumento de casos no estado — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre
Leitos de UTI do Into-AC estão lotados com aumento de casos no estado — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Ecos da Notícia*

Nenhum comentário