Aconteceu!

HOMEM SE REVOLTA COM MÁ RESPOSTA DE TÉCNICA NA VACINAÇÃO; VÍDEO


Um morador do município de Pires do Rio, região sudeste de Goiás, ficou surpreso com a “má resposta” que recebeu de uma técnica de enfermagem, ao levar a mãe para vacinar contra a Covid-19. O homem, que filmava o momento para registrar a imunização da idosa, registrou a fala brusca da profissional ao ser questionada pela senhora se já havia abastecido a seringa.

O caso ocorreu na tarde de quarta-feira (24/3), em uma unidade de saúde da cidade.

De acordo com o vídeo, a idosa pergunta: “já pôs o remédio aí?”, e a servidora da saúde responde: “Não, eu não pus não. Não tem nada aqui dentro, senhora”.

Na sequência, o filho da idosa critica a resposta da profissional: “é direito dela perguntar. Você é educada, hein?”. A técnica sai andando sem responder novamente.

Desculpas

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Pires do Rio pediu desculpas pelo comportamento da servidora. Segundo o titular da pasta, Bruno Maia, informou à TV Anhanguera, a mulher reconheceu a grosseria e se desculpou

No entanto, ele argumentou que muitas pessoas já chegam para a vacinação com acusações desnecessárias.

“Algumas pessoas fazem um juízo de valor, fazem insinuações e chega uma hora que a gente estoura. A gente é ser humano também”, disse o secretário.

No documento, a pasta afirma que “nada justifica esse tipo de comportamento: cansaço, stress ou qualquer outro fator que tenha desencadeado essa reação desnecessária”. Porém, a nota ressalta a necessidade da empatia por parte da população para com os profissionais que estão na linha de frente no enfrentamento do coronavírus.

“Todas as profissionais envolvidas na vacinação são de extrema seriedade e totalmente comprometidas com a missão de imunizar a população piresina e comentários que coloquem o profissionalismo de qualquer servidor da saúde em cheque sem prévio fundamento são totalmente dispensados”, diz a nota.

Não aplicação

Na capital goiana, ao menos dois casos de não aplicação da vacina contra a Covid-19 foram registrados. Em um dela, a enfermeira que aparece no vídeo feito pela filha de uma idosa confirmou que não injetou o imunizante na primeira aplicação, quando as imagens foram registradas.

Ela compareceu ao Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), onde foi ouvida pela promotora Marlene Nunes Freitas Bueno, que instaurou procedimento de investigação para apurar o caso e os fluxos padrões da campanha de vacinação contra a Covid-19 na cidade.

Além da enfermeira, foram ouvidas a filha da idosa, a aposentada Luciana Maria Jordão, que foi quem fez o vídeo e questionou a enfermeira na hora do ocorrido, fazendo com que ela aplicasse novamente, e uma outra profissional da saúde, que forneceu informações sobre os fluxos e cuidados de todo o processo de vacinação.

A profissional foi afastada da campanha de vacinação pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) até que tudo seja esclarecido. Segundo a promotora, ela se dispôs a entregar documentos pessoais e ajudar com a investigação.

Outro caso semelhante também gerou polêmica. Leonardo Lopes Peres, de 45 anos, filmou o momento em que uma técnica de enfermagem enfia a agulha no braço do pai, Osvaldo de Almeida de Peres, de 84 anos, mas, segundo ele, a profissional não injeta o líquido.

Na gravação, é possível escutar que Leonardo chama a atenção da técnica de enfermagem quanto à aplicação da vacina. Ao ser cobrada, a profissional reconhece que o líquido não foi aplicado e pede “desculpas de verdade”.

Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário