Aconteceu!

PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL LIXO ZERO VISITA TCE-AM

Foto: Divulgação

Considerando o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) como referência em questões ambientais, o presidente do Instituto Lixo Zero Brasil (ILZB), Rodrigo Sabatini, visitou a sede da Corte de Contas para viabilizar parcerias na realização do congresso “Diálogo Internacional Lixo Zero e a Floresta Amazônica”. O evento está previsto para acontecer em agosto, em Manaus e municípios interiores do estado.

Estiveram presentes na reunião o secretário de Controle Externo do TCE-AM, Jorge Guedes Lobo; a diretora de Controle Externo Ambiental (Dicamb), Anete Ferreira; o presidente do Instituto Lixo Zero Brasil, Rodrigo Sabatini; o embaixador do Instituto em Manaus, Daniel Santos, e o proprietário da Verde Perto Ambiental, Eduardo Henrique.

“Temos feito um trabalho de acompanhamento, por meio de representações, de todas as inconsistências e dificuldades dos municípios. A logística do Amazonas é diferente do restante do Brasil, temos peculiaridades para a implementação do descarte correto de resíduos. Com certeza o Instituto poderá contar com a nossa participação para ajudar a levar estas boas práticas aos locais mais distantes do estado”, destacou o secretário de Controle Externo, Jorge Lobo.

O presidente do Instituto Lixo Zero Brasil considera o TCE-AM um grande parceiro na causa ambiental, e conta com o suporte da Corte de Contas para a realização das ações e projetos previstos para o congresso, em agosto.

“Tem duas maneiras principais de o TCE contribuir. A primeira delas é dando exemplo para os municípios e órgãos públicos, sendo ele mesmo um órgão lixo zero. A segunda é que, a partir dessa legitimidade que ele consegue sendo lixo zero, pode recomendar aos outros municípios que sigam nessa direção, que tenham também uma meta lixo zero”, frisou o presidente do ILZB, Rodrigo Sabatini, ao afirmar que irá oficializar o convite para o TCE-AM ser um parceiro no evento.

A diretora da Dicamb, Anete Ferreira, destacou o empenho do Tribunal em valorizar as boas práticas ambientais, e colaborar com a preservação da floresta amazônica.
“É muito importante receber esse reconhecimento. Nosso trabalho nesse sentido vem sendo feito há 10 anos. Eles reconhecem o fato do TCE estar trabalhando sua gestão interna de resíduos sólidos, destinando às cooperativas de catadores. Ter isso tudo reconhecido é um reforço ao nosso trabalho”, destacou a diretora de Controle Externo Ambiental, Anete Ferreira.

O congresso “Diálogo Internacional Lixo Zero e a Floresta Amazônica” está previsto para acontecer entre os dias 20 e 28 de agosto, com a presença de conceituadas autoridades mundiais em causas ambientais, e ações nos municípios de Coari e Tefé.

Nenhum comentário