TCE

TCE

Aconteceu!

PREFEITURA DE COARI INICIA RECADASTRAMENTO DOS PROGRAMAS SOCIAIS

 


A Prefeitura de Coari iniciou nesta quinta-feira (28), no bairro Pera, o recadastramento dos beneficiários dos Programas Municipais de Transferência de Renda Direito à Cidadania, Bolsa Estágio e Mente Aberta. O trabalho será feito in loco em todos os bairros da cidade, bem como também nas comunidades e localidades da zona rural do município.

De acordo com o prefeito Keitton Pinheiro, com o objetivo de garantir que todos os atendidos estejam dentro dos critérios dos programas, a Prefeitura de Coari, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), firmou laços com a empresa JB Consultoria, a fim de agilizar o atendimento ao público e fazer com que os reais objetivos dos programas sociais sejam cumpridos.

“Eu pedi para a empresa realizar um recadastramento isento, seja bastante imparcial para que, realmente, as pessoas que tem o direito de receber o benefício possa desfrutar dele da melhor forma possível”, declarou o prefeito ao participar de uma reunião que tratou sobre o assunto, na última terça-feira (27).

Keitton Pinheiro ressaltou que a população não precisa se preocupar, pois os funcionários da empresa, com o apoio da equipe técnica da SMDS, farão todo o trabalho in loco. “Vale ressaltar que o recadastramento vai ser realizado de casa em casa, de comunidade em comunidade, então fique tranquilo que um funcionário dessa empresa chegará a sua residência para realizar o recadastramento” assegurou.

O Direito à Cidadania tem por objetivo atender parte vulnerável da população em suas necessidades básicas de alimentação, saúde e educação. É executado dentro da legalidade, com a lei aprovada pela Câmara Municipal e recurso previsto no orçamento da prefeitura. São beneficiadas pelo programa, famílias das zonas urbana e rural, que passam a receber auxílio no valor de R$ 300, pelo prazo de 12 meses.

Quanto ao Bolsa Estágio e Mente Aberta, são programas de transferência de renda voltados aos jovens e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. O primeiro promove qualificação profissional e inserção no mercado de trabalho, já o segundo, executa ações de prevenção ao consumo, comércio e tráfico de drogas. Os beneficiários recebem auxílio no valor de R$ 250, também por um período de 12 meses.


Portal O ajuricaba

Nenhum comentário