Aconteceu!

PEDRO RAUL GUIA GOIÁS VIRADA, E BOTAFOGO PERDE A CHANCE DE ENTRAR NO G-4 DO BRASILEIRO

Botafogo Foto: Guito Moreto / Agência O Globo

O Botafogo terá que aprender a “criar casca", com diz o popular termo do futebol, para brigar por uma vaga na Libertadores. Por exemplo, perder em casa para um clube que está na zona de rebaixamento é inadmissível. Mas aconteceu ontem, quando o alvinegro foi derrotado por 2 a 1 para o Goiás, no Nilton Santos. A consequência é ser vaiado e perder a chance de entrar no G-4 do Brasileiro.

Com o resultado, o Botafogo está em 10º lugar com 12 pontos. Na próxima rodada, enfrenta o Palmeiras, na quinta-feira, no Allianz Parque. Já o Goiás sai da zona de rebaixamento e vai a 12ª colocação, com 12 pontos.

Curiosamente, as boas e más notícias do Botafogo passam pelas leituras de Luis Castro. Primeiramente, as trocas que fizeram o alvinegro ser superior na primeira etapa: Hugo, Tchê Tchê, Lucas Fernandes e Vinícius Lopes entraram nos lugares de Saravia, Del Piage, Chay e Diego Gonçalves. Se não deu show, ao menos conseguir ser superior e ditar as ações.

Durante os 45 minutos iniciais, o Botafogo aproveitou a falta de equilíbrio de um Goiás, que apesar de perigoso nos contra-ataques, estava desorganizado na recomposição. Assim, criava um buraco no meio-campo que era coibido com várias faltas — muitas vezes duras.

Quando Victor Cuesta abriu o placar, de cabeça nos acréscimos do primeiro tempo, foi um prêmio para quem estava melhor. Também premiou Daniel Borges, que se tornou o líder de assistências entre todos os jogadores da Série A em 2022, com nove.

Mas Luis Castro não conseguir ler que Jair Ventura mudou a estrutura goiana no segundo tempo. A entrada de Pedro Raul, principalmente, não teve solução. Ao transformar os laterais em alas, ficou mais organizado e — muito mais — perigoso.

Pedro Raul, de cabeça, aproveitou o lindo cruzamento de Fellipe Bastos para fazer o 1 a 1. Próximo ao final da partida, um contra-ataque mortal para o atacante fazer o segundo. Um mole que um clube que luta por Libertadores não pode dar.

*Extra

Nenhum comentário