Aconteceu!

VÍDEO: MOTORISTA DE APP E PASSAGEIRA BRIGAM APÓS MULHER RECUSAR PAGAR VALOR ACIMA DO PREVISTO

Foto: reprodução

Uma câmera de segurança registrou uma briga entre um motorista de aplicativo e uma passageira, nesse domingo (29), no bairro José Geraldo da Cruz, em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri. Segundo a mulher, o homem ficou irritado ao observá-la tentar capturar a imagem da placa do veículo, após ela se recusar a pagar um valor acima do estipulado pela plataforma de transporte.

Assista:

Nas imagens, é possível constatar o momento em que ambos discutem após a passageira ter desembarcado do automóvel. Em seguida, o condutor se aproxima e parece tomar o celular das mãos dela, que tentar recuperá-lo e os dois iniciam uma briga corporal

Em entrevista à TV Verdes Mares, a autônoma Camila Andrade, relatou que, ao embarcar no veículo, o motorista a informou que o valor da corrida seria acima da informada no aplicativo. Por descordar da abordagem e ter considerado a postura do homem rude, ela decidiu sair do carro. 

Em seguida, a mulher tentou registrar a placa do automóvel, com intuito de denunciá-lo à plataforma de transporte. Nesse momento, ela disse que o condutor bateu na mão dela e pegou o celular que ela segurava. Para recuperar o aparelho, Camila afirmou ter tentado retirá-lo da mão do homem, além de pedir ajuda aos vizinhos. 

A autônoma relatou que verificou que o celular estava no calção do homem e, ao tentar pegá-lo, o condutor a agrediu, com tapas, arranhões e puxões de cabelo. 

À emissora do Sistema Verdes Mares, o homem, que preferiu não ser identificado, negou que tenha sido rude ao solicitar o valor a mais. Ele confirmou que bateu na mão da mulher e pegou o celular dela após constatar que ela estava o filmando

Ainda conforme a versão do condutor, quem iniciou as agressões foi a passageira e ele teria revidado e que se arrepende dessa atitude. O motorista ainda disse que não seguirá trabalhando como motorista de aplicativo e está recebendo ameaças nas redes sociais após o caso. 

POLÍCIA MILITAR ATENDEU A OCORRÊNCIA

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou, via nota, que a Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi acionada para atender o caso. Ao chegar ao local, os agentes de segurança ouviram os relatos de ambas as partes.

Conforme as primeiras informações colhidas pela composição, as agressões teriam iniciado após uma divergência sobre o valor cobrado na corrida. As partes compareceram espontaneamente à Delegacia Regional de Juazeiro do Norte da Polícia Civil, onde foram ouvidas. 

Guias para exames de corpo de delito na Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram expedidas e um inquérito policial foi instaurado visando dar continuidade às investigações.

*Diario do Nordeste

Nenhum comentário